30.7.15

DIETA FODMAP - PARA SINDROME DO INTESTINO IRRITADO (SII)





Você sofre de episódios de diarreia frequente, prisão de ventre, flatulência, gases e dores abdominais? Então a dieta baixa em FODMAPs é feita para você.

DIETA BAIXA EM FODMAPs
FODMAPs é o acrônimo de Fermentable Oligo-Di-Monosaccharides and Polyol. São carboidratos de cadeia curta, de difícil absorção que pelo seu poder osmótico, aumentam o volume de líquido na luz intestinal e são fermentados pelas bactérias do intestino. Existem certos tipos de açúcares de difícil absorção no intestino. Não são apenas açúcares simples como glicose mas apresentam estruturas mais complexas que passam intactas no trato gastro intestinal. São raramente absorvidas, e para aqueles que sofrem de SII (Síndrome do Intestino Irritado) a sensibilidade é maior. Esses açúcares podem despejar água dentro do intestino provocando diarreia. Quando esses açúcares chegam no intestino grosso, as bactérias locais começam a fermenta-lo causando gases, inchaço e dores abdominais.

A dieta baixa em FODMAPs é a exclusão dos alimentos que fermentam - os FODMAPs por 4 a 6 semanas e depois a reintrodução de cada grupo para se detectar qual seria o detonador dos sintomas de SII. Essa dieta iniciou-se na Austrália e pesquisada constantemente pela The Monash University. A boa noticia é que estudos recentes na Kings College, Londres demonstraram resultado em 70% dos pacientes tratados.

A Síndrome do Intestino Irritado (SII) é de alta prevalencia em todo o mundo - 20% dos adultos e adolescentes. Para o diagnostico deve-se excluir  a doença celiaca, que pode ocasionar sintomas semelhantes aos da SII.

  Glúten1-1

DOENÇA CELÍACA
A doença celíaca é caracterizada pela má absorção intestinal, diarreia, meteorismo e desnutrição em decorrência de inflamação cronica do intestino delgado, ocasionado por reação imunológica ao glúten. Publicações recentes relatam aumento de sua prevalência em aproximadamente 1% da população.  Para o diagnóstico são feitos exames de sangue com alta sensibilidade e especificidade (anticorpo antiendomísio e antitransglutaminase) e biopsia intestinal realizada durante exame de endoscopia. O único tratamento consiste  na exclusão total e definitiva do glúten - proteína presente no trigo, centeio, cevada e aveia.


Procure um especialista para conversar sobre seus sintomas e jamais siga a dieta FODMAP sem orientação nutricional. Tenho observado em meus pacientes que sofrem de SII excelentes resultados através da dieta baixa em FODMAPs e fortemente recomendo. Estudo muito o assunto e me tornei uma especialista. Qualquer duvida a respeito estou a disposição, beijo a todos, Marina I Tutu

Quer saber mais entre no site da The Monash University sobre a dieta FODMAP
  • Fotos site The Monash University e Google  
.

21.7.15

TERRINE DE FRUTA DO CONDE - vida de madrinha é agradar quem você ama

A terrine de fruta do conde foi uma encomenda de meu afilhado que jantou em casa ontem. É uma sobremesa que adaptei para deixa-la mais leve. Troquei o leite condensado por iogurte caseiro, adicionei creme de leite para ficar mais aveludada (ambos sem lactose, mas pode ser com lactose - não altera a receita) e acrescentei raspas de limão para dar um toque de frescor. A calda aproveitei a polpa e deixei ela mais fluida. O resultado final é uma sobremesa fresca, leve e até mais adequada para o verão servida sobre uma linda travessa em forma de folha Vista Alegre

Quanto a receita o que dá trabalho no preparo é a retirada da polpa de cada semente da fruta. Tentei fazer o processo batendo no liquidificador e depois coando, mas como a polpa é muito fibrosa ela acaba não coando. Liguei para a Casa Santa Luzia para saber se vendiam a polpa da fruta, mas eles desconheciam esse produto nessa forma. Finalmente com a ajuda da minha funcionária em menos de 1 hora já tínhamos retirado a polpa das 7 frutas do conde. Apesar de ter sido tarefa difícil encontrar a fruta madura fora de época, valeu. Vida de madrinha é assim mesmo, pura dedicação e prazer em agradar quem você ama.

TERRINE DE FRUTA DO CONDE
Para 8 pessoas

Ingredientes
400 g iogurte, de preferência feito em casa (usei sem lactose, marca Piracanju)
45 g açúcar demerara
Raspas de dois limões sicilianos
160 ml de creme de leite (usei sem lactose, marca Piracanju)
20 g gelatina em pó (2 pacotinhos)
7 frutas do conde maduras
2 carambolas para decorar

Ingredientes para a calda
2 xícaras restantes de polpa de fruta do conde
4 colheres de açúcar

Utensílio necessário 
Forma para terrine de tamanho médio 26 x 10 cm

Modo de preparo
Misturar o iogurte com o açúcar e o limão;
Numa panelinha em banho maria dissolver as 20 g de gelatina em pó em 5 colheres de sopa de água
Juntar o creme de leite e deixar esfriar;
Adicionar 2 xícaras da polpa de fruta do conde (ou 1 xícara de polpa + 1 de pedaços), iogurte, e raspas de limão;
Gelar em forma de terrine por 4 horas na geladeira.

Modo de preparo da calda
Colocar os ingredientes e deixar chegar a ponto de calda rala.

Modo de servir 
Servir a terrine acompanhada da calda por cima e decorada com fatias finas de carambola.

.

5.6.15

LEITE DE AMENDOAS E LEITE DE CASTANHA DE CAJU



 As castanhas e sementes, assim como os grãos e leguminosas devem ser deixados de molho pois contêm enzimas inibitórias e quantidades variáveis de fitatos. Ao deixar de molho você ativa os nutrientes e melhora a digestibilidade.

LEITE DE AMÊNDOAS
Rendimento 4 xícaras

Ingredientes
1 xícara de chá de amêndoas ou castanha de caju, macadâmia, castanha do pará
4 xícaras de chá de água filtrada
1 pitada de sal
¼ colher de chá de canela
1 colher de sopa de essência de baunilha

Modo de preparo
1. Coloque amêndoas em um recipiente com duas xícaras de água filtrada e deixe de molho por 6 a 12 horas dependendo das amêndoas que estiver usando;
2. Escorra, enxague e escorra novamente;
3. Coloque em um liquidificador com 4 xícaras de água filtrada, sal, canela e baunilha;
4. Bata em velocidade máxima por 1 minuto ou até completamente macia;
5. Disponha o leite de amêndoas em uma jarra e armazena na geladeira por até 5 dias.

Modo de preparo para um leite fino
1. Cubra uma peneira com uma fralda de criança e despeje o conteúdo do liquidificador sobre ela;
2. Segure as pontas do tecido com as mãos e esprema para separar a polpa do leite de amêndoas;
3. Reserve a polpa por até 3 dias na geladeira e utilize em bolos ou prepare uma pasta adicionando óleo de coco.

Calorias por 1 copo (240 ml) de leite de amêndoas = 91 kcal (USDA, 2015).
  • foto arquivo pessoal  
.

1.5.15

SAGU DE UVA - RECEITA DO RESTAURANTE SPOT



Hoje em casa é dia de festa! Haverá comemoração antecipada do dia das mães. Para uma celebração tão importante como essa e para agradar a mãe nada mais simpático do que servir na hora da sobremesa um doce que lembra infância e aconchego como o sagu de uva. A origem desse doce vem do sul do Brasil e a receita é do restaurante Spot, um dos meus favoritos.

SAGU DE UVA
Rende de 10 a 12 taças

Ingredientes para o sagu
1 ½ xícara de chá de vinho cabernet sauvignon
1 ½ xícara de chá de água
65 g de sagu de tapioca
¾ xícara de chá de açúcar
1 pau de canela pequeno
1 cravo-da-índia

Ingredientes para o creme inglês
250 ml de leite
1 fava de baunilha com um corte não profundo no sentido do comprimento
250 ml de creme de leite fresco
6 gemas
1/2 xícara de chá de açúcar

Modo de preparo do sagu
Numa tigela, coloque o vinho e a água, mexa e depois acrescente o sagu, deixando de molho por uma hora. Transfira a mistura para uma panela, junte o açúcar, a canela e o cravo e leve ao fogo baixo, mexendo de vez em quando, até ficar translúcido e cozido (levará cerca de 20 minutos). Deixe amornar e distribua em taças. Quando esfriar, cubra com filme plástico e leve à geladeira.

Modo de preparo do creme inglês
Coloque o leite, a baunilha e o creme de leite fresco numa panela e leve ao fogo baixo até quase ferver. Descarte, então, a fava de baunilha.
Bata as gemas com o açúcar com um batedor de arame. Junte metade do leite às gemas, batendo sem parar, e depois misture com a outra metade do leite. Leve ao fogo baixo e mexa sem parar com uma colher de pau até engrossar (não deixe ferver).

Deixe esfriar e leve à geladeira. Na hora de servir, cubra as taças com o creme.

Se tiver interesse em visitar no Blog matéria sobre o Sagu de uva SEM AÇÚCAR do Restaurante Celeiro click AQUI
  •  foto site uol 
.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...